• pt
  • en

  • Nidhal Chamekh


    La Fuite, 2015
    Pó de grafite sobre papel de algodão (240 x 440 cm).
    Fondation Blachere exposição "La Fuite"




    The Anti-Clock Project, 2015
    Impressão 3D e 11 desenhos.
    Cortesia Venice Biennale & Barjeel Foundation © Fotografia de Alessandra Chamollo




    Untitled (burn), 2016
    Neon, peixes e aquário



    The Hannibal smiling, 2016
    Resina e mármore



    Trois Poses de Fadhel Sessi, 2016
    Exposição “Burn”, Primo Marella gallery



    Guélguine (Bored), 2016
    Néon e sementes de girassol



    le battement des ailes A, 2017
    Grafite, tinta e impressão em papel de algodão (100 x 140 cm)



    E.P. (precarious balance), 2013
    Resina e balas de 35mm



    Entre les choses. N°1, 2014
    Grafite sobre papel de algodão (23x31 cm)



    Never give up, 2017 (screenshot)
    Single channel, HD, video cor, som



    Nidhal Chamekh nasceu em Dahmani, Tunísia, formou-se no Instituto de Belas-Artes em Tunis e na Universidade de Sorbonne em Paris.

    O trabalho de Nidhal reflecte sobre o presente que habitamos, situando-se na interseção do biográfico e do político, o vivido e o histórico, o acontecimento e o arquivo. Do desenho à instalação, da fotografia ao vídeo, a obra de Chamekh disseca a constituição da identidade contemporânea.

    Exposições individuais e colectivas selecionadas: Nous Visages, Selma Feriani Gallery (2019), Sidi Bou Said; Memory Matters, Museu Skissernas (2018), Lund; A Slice Through the World: Contemporary Artists’ Drawings, Modern Art Oxford (2018) Oxford; 21,39 Refusing to Be Still, Jeddah Arts (2018), Jeddah; The Sea is the Limit, Galeria York Art (2018), York; Orléans Architecture Biennale d’ #1, Frac Centre (2017), Orleães; Dream City Biennale (2017), Túnis; The White Hunter, FM Centre for Contemporary Art (2017), Milão;  Mnēmē, Selma Feriani Gallery (2016), Sidi Bou Said; Yinchuan Biennale: For an Image, Faster Than Light, MOCA (2016), Yinchuan; “Aïchi Triennale: “Homo Faber: A Rainbow Caravan” (2016) Nagoya; Burn, Primo Marella Gallery (2016), Milão; 56ème Venice Biennale. All the World’s Futures (2015), Veneza; Inventory, Hood Museum of Art (2015), New Hampshire; Les jours d’avant, 12th Lyon Biennale (2013), Lyon; Dégagements, Arab World Institute (2012), Paris.

    Nidhal Chameck vive e trabalha entre Paris e Túnis e é representado pela Selma Feriani Gallery, em Sidi Bou Said e pela UMA LULIK __, em Lisboa.

     




    Ao utilizar este website está a concordar com a utilização de cookies de acordo com o nossa política de privacidade.